Av. Brasil, 694 - Centro Faxinal - Pr

prefeitura@faxinal.pr.gov.br

(43) 3461-8000

×

amistoso 2

Bruxa solta aumenta o receio de leses antes da Copa

Terça-feira, 03 de junho de 2014

Última Modificação: 05/11/2018 13:50:11


Ouvir matéria

ogadores do Brasil admitem, antes do duelo com o Panamá, o temor de engrossar a lista de cortes nas vésperas do Mundial. Última ausência é o astro colombiano Falcao García

O amistoso diante do Pana­­má, hoje, é motivo de preocu­pação para os jogadores da seleção brasileira. A menos de duas semanas da estreia na Copa do Mundo, contra a Croá­cia, ninguém quer engrossar a lista de cortes de última hora.

“É difícil você jogar 100% focado, tem a preocupação de se machucar. É triste ver companheiros de trabalho fora da Copa”, comentou o lateral-esquerdo Maxwell, reserva de Marcelo no jogo do Serra Dourada, às 16 horas.

O receio natural já havia sido reforçado pelo “sábado negro” dos amistosos pré-Copa. Apenas no último dia 31, três jogadores perderam a chance de disputar o torneio: Luis Montes, do México, Riccardo Montolivo, da Itália, e Jerry Akaminko, de Gana (veja mais detalhes ao lado). Mas o drama aumentou ontem quando a Colômbia anunciou a lista dos 23 convocados sem o astro Falcao García. Ele não se recuperou a tempo de uma ruptura dos ligamentos do joelho esquerdo, sofrida em janeiro, e não disputa o Mundial.

A Fifa permite a troca de um jogador dos 23 chamados se sofrer lesão grave até 24 horas antes do primeiro jogo da fase de grupos de sua seleção. A contusão precisa ser confirmada pelo Comitê Médico da entidade.

A possibilidade de perder alguma peça fez o técni­­co Luiz Felipe Scolari poupar três jogadores do confron­­to em Goiânia. O zagueiro Thia­­go Silva e os volantes Fer­­nan­­dinho e Paulinho.

O capitão do Brasil e o londrinense permaneceram na Granja Comary para aprimorar a forma física. O ex-corintiano, por sua vez, ficou tratando de uma pequena lesão no tornozelo direito, que aparentemente não preocupa o departamento médico.

Outro fator que potencia­­liza o receio da dispensa é que praticamente não há disputa por posições no Brasil. Os 11 de Felipão são os mesmos da campanha do título da Copa das Confederações. Atuar bem hoje representa pouco para um reserva. “É di­­fícil imaginar a possibilidade [de ganhar a posição]. Sempre que eu entrei foi por lesão do titular. Mas tenho que estar preparado para manter o nível caso seja necessário”, diz Maxwell.

Com Thiago Silva de fora, o zagueiro Dante ganhou a vaga ao lado de David Luiz. A outra mexida deve ser a entrada de Ramires no lugar de Paulinho, conforme os últimos treinos. O defensor do Bayern de Munique tem uma receita para escapar do “fantasma” do corte às vésperas do Mundial. “A melhor maneira de não se machucar é ir forte, jogar 100%. Se for pra ir para o choque, para o estouro, vai 100%”, afirma. Scolari concorda: “O problema que tivemos com o Pauli­­nho foi no treino. Não adianta tirar o pé [no amistoso]. Se tirar, aí sim pode se machucar.”

Na próxima sexta-feira, o Brasil faz seu último amistoso antes da Copa. Enfrenta a Sérvia, no Morumbi, em São Paulo.

Fonte: gazeta

 Veja Também