Av. Brasil, 694 - Centro Faxinal - Pr

prefeitura@faxinal.pr.gov.br

(43) 3461-8000

×

Balano do ano

Comrcio do Paran cresce quase 10% em 2012, aponta IBGE

Terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Última Modificação: 05/11/2018 14:12:46


Ouvir matéria

Destaque ficou com o setor de cosméticos e produtos farmacêuticos, que teve aumento de 20,5% no volume de vendas no ano passado

O comércio do Paraná cresceu 9,9% em 2012, um resultado que ficou acima da média nacional, de 8,4%, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na manhã desta terça-feira (19). Os números, que são da Pesquisa Mensal de Comércio, colocam o Paraná com o 9º melhor desempenho do país – empatado com o estado da Paraíba, também com 9,9% de aumento – entre os 27 locais pesquisados (26 estados e o Distrito Federal).

O destaque do comércio paranaense em volume de vendas foi o setor de cosméticos e produtos farmacêuticos, que cresceu 20,5% no ano passado. Os artigos de uso pessoal e doméstico tiveram variação positiva também de 20,5%. Em seguida vem o setor de produtos alimentícios e bebidas (10,2%).

Entre os produtos que puxaram a média paranaense para baixo estão o de materiais de escritório, informática e comunicação, com baixa de 17,2%; e o de livros, jornais, revistas e papelarias, que teve queda de 3,4% no volume de vendas em 2012.

Destaque no Sul e Sudeste

Entre os estados das regiões Sudeste e Sul, apenas o Espírito Santo (10,6%) teve resultado melhor que o comércio paranaense. São Paulo fechou o ano com aumento de 9,7% e o Rio Grande do Sul, teve incremento de 9% nas vendas.

O comércio paranaense, no entanto, ficou longe do desempenho visto nas regiões Norte e Nordeste. Roraima acumulou alta de 26,7% no comércio, enquanto que no Amapá o aumento foi de 17,7%. Destacam-se ainda Maranhão (11,8%) e Pernambuco (10,8%).

Receita nominal

A receita nominal do comércio paranaense subiu 13,4% nos 12 meses de 2012, comparada com o ano de 2011. O melhor desempenho nesse quesito ficou com o estado de Roraima (31,7%), seguido pelo Amapá (20,3%). Os piores resultados foram registrados no Distrito Federal (7,5) e no Amazonas (7,5%).

Comércio Ampliado

No comércio ampliado, que incluí também veículos e de material de construção, além daquelas que compõem o varejo, o Paraná apresentou alta de 8,5% em 2012. Os estados com destaque nesse índice foram novamente Roraima (17,9%), Tocantins (15,7%) e Mato Grosso (14,3%).

Fonte: gazeta

 Veja Também