Av. Brasil, 694 - Centro Faxinal - Pr

prefeitura@faxinal.pr.gov.br

(43) 3461-8000

×

ÚLTIMAS NOTÍCIAS /

Melhor Idade faz homenagem ao pais destaques de Faxinal

Sexta-feira, 09 de agosto de 2019

Visualizada 44 vezes


Muita emoção, esse foi o final de tarde dessa quinta-feira (08) de agosto no Centro de Convenções, Pastor Miguel Pereira em Faxinal. O dia foi de homenagem aos pais, idealizado pela Secretaria do Idoso e Melhor Idade. 

O prefeito de Faxinal, Ylson Alvaro Cantagallo, o “Gallo”, em tom emocionado, lembrou do seu pai, senhor Hermínio Cantagallo (Im memórian) e emocionou a todos contando a história do empresário, Armando Santos de Almeida, diretor presidente da Adran/Nutrimil, que gera só em Faxinal mais de 400 empregos e foi um dos homenageados.

“Conheço seu Armando há mais de 30 anos, trabalhei dentro da empresa dele no ramo de transporte por mais de 20 anos. Esse, é ser humano, se todo os empresários do Brasil, não todos, mas 30% dos empresários do Brasil tivesse esse coração, nosso país era outro”, frisou Gallo.

Veja alguns dos homenageados:

ARMANDO SANTOS DE ALMEIDA, diretor presidente da Adran/Nutrimil:

              

Filho de idealizador da Fundação Bradesco. Natural de Marilia 1941. Neto do fundador da casa Bancaria Almeida Irmãos em 1943 que posteriormente deu origem ao atual Banco Bradesco. Pai de três filhos, dois homens e uma mulher, homem reservado, simples, não faz uso de bebida alcoólica, nunca fumou, empreendedor por vocação, líder nato, exigente com o atingimento das metas de desempenho, cristão, espírita adepto de Allan Kardec, que busca nas orações diárias o equilíbrio necessário para colocar em prática o ensinamento mais importante de Jesus: “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”. Contribui e prega para que um dia possa haver a união de todas as religiões. Sua relação cordial com os colaboradores gera admiração e respeito, enxerga as pessoas mais humildes e trata a todos com igualdade. Defensor absoluto da filantropia, considerado um altruísta faz obras de caridade com a finalidade de ajudar os mais necessitados sem desejar nenhuma recompensa em troca. Graduado em Administração de empresas e Economia, foi reitor da Universidade de Marília atual Unimar. Foi chefe de gabinete do General e Geopolítico Brasileiro Golbery do Couto e Silva. Fundador da Adram S/A Indústria e Comércio, empresa com mais de 49 anos de mercado especializada na industrialização de produtos derivados do milho e arroz com baixo custo e alto valor nutritivo, seus produtos estão presentes em todos os estados brasileiros, maior empregador da região gerando mais de 5.000 empregos diretos e indiretos, entre produtores rurais, transportadoras, cooperativas, operários e empresas prestadoras de serviço dos mais variados segmentos dedicados às operações da Adram S/A. Construiu uma trajetória feita de empreendedorismo, responsabilidade social, grande habilidade para formar e liderar equipes, respeito pelos parceiros e principalmente aos colaboradores onde sempre valorizou os mais humildes. Responsável direto pela construção de mais de 1.500 casas populares nas cidades de Faxinal, Mauá da Serra e Londrina. Doador da propriedade onde está instalada a Casa Lar de Faxinal, administrada atualmente pelo centro espírita. Criador e patrocinador de três unidades da conhecida Casa da Sopa em nome de Jesus, onde é fornecida de maneira gratuita desde 2004 durante os 365 dias do ano uma sopa rica em nutrientes, sempre acompanhada de pão e um cafezinho, tudo feito com muito carinho para a comunidade carentes das cidades de Faxinal, Mauá da Serra e Rolândia. A estimativa é de que ao longo destes 15 anos foram fornecidos mais de 270 mil refeições. Incentivador e pregador do constante aprendizado, contribuiu financeiramente para a formação universitária e capacitação profissional de mais de 2.000 pessoas, patrocinando transporte e mensalidades. Alcançou com sucesso um dos seus principais objetivos, produzir alimentos acessíveis para os menos favorecidos contribuindo com a redução da fome no país. Leva consigo o profundo respeito e admiração pela comunidade de Faxinal onde foi recebido de braços abertos e continua construindo uma história de muito trabalho e dedicação com apoio da população local.

                                         MARCÍLIO JOSÉ VICENTE (O BOI)

               

Nascido em Faxinal de uma família bem conceituada. Trabalhou desde adolescente. Casou-se e dessa união teve três filhos e um neto. Foi um dos idealizadores da Guarda Mirim, onde formou vários homens de bem, que hoje são grandes empresários, Bombeiro Mirim e a escolinha de futsal e futebol para crianças em Faxinal tirando assim várias crianças das ruas e da marginalidade. Desde novo teve ligação com a natureza, e com o esporte. Desbravou as belezas naturais de Faxinal, dando início ao turismo em nossa cidade, descobrindo mais de 100 cachoeiras em nosso município e incentivou vários proprietários de Hotel fazenda a construírem. Foi o primeiro percussor da prática de rapel em nossa região. Foi um dos fundadores da Região Turística Vale do Ivaí. Profissionalizou-se como Técnico desportivo e Instrutor de Rapel. Apaixonado pelo esporte, principalmente pelo futsal e o futebol, no qual já ganhou vários títulos para o time de futsal de Faxinal no Paraná. Foi eleito vereador com 717, votos esses conquistado por toda sua história em nossa cidade, sem muitos esforços de pedir votos. Pessoa humilde e comprometida que ama Faxinal, a qual vem se dedicando uma vida toda.

                              CICERO LEANDRO BARBOSA (O CIÇÃO)

               

Veio do Ceará ainda bebê, se estabeleceu no Norte do Paraná, morou no município de Grandes Rios, esteve também em Apucarana. Menino esperto, alegre, amigo de todos, muito levado e não gostava de estudar. Ele passou por inúmeros desafios, junto com pais e 10 irmãos. Casou aos 24 anos e Deus lhe presenteou com 3 filhos e hoje 3 netos. Apaixonado por esportes desde muito jovem. Foi goleiro durante 10 anos, representando o time de futebol oficial da cidade de Faxinal. Se tornou caminhoneiro sempre levando alegria pelas estradas onde passava. Atualmente é motorista da ambulância da saúde, procura ajudar e conformar a todos que dele precisa. Sua alegria e simpatia e marca registrada.

                                         PROFESSOR FLÁVIO BERNAL GOMES

                             

Nasceu na década de 50, em família humilde trabalhadores da lavoura, teve a infância muito feliz, durante a manhã estudava no grupo escolar e pra isso precisava andar 8Km carregando dependurado no pescoço um bornal de pano feito por sua mãe que continha seus materiais, livros e lápis, alguns dias para ir mais rápido cortava caminho por entremeio dos pastos, ir à escola era sagrado; não faltava um dia se quer e sua mãe fazia de tudo para que não lhe faltasse o estudo; apesar que na época ela já via que o estudo poderia abrir muitas portas. A escola pública na época era rigorosa e com ensino de extrema qualidade, o respeito imperava tanto com os pais como com os professores; o menino foi crescendo e ajudando a família como conseguia desde cedo, o cabo da enxada era seu segundo estudo e sua mãe dizia, se não quiser continuar nesta vida que não é fácil estude. E foi isso que ele fez, conseguiu uma vaga na universidade; mais uma vez a distância era grande, porém agora não mais 8 Km, ficava próximo dos 50 Km, ir a pé não era uma opção, portanto todas as noites ele ia de Combi com o pessoal da cidade ou então de carona com seus amigos; o período da manhã e tarde que não estudava trabalhava na lavoura juntamente com seu pai. Seu irmão mais novo ainda criança começava a ajudar com as tarefas mais fáceis. O pesado sobrava pra ele; com muita determinação conseguiu terminar seu legado. Nesse meio tempo um enorme susto tomou conta da família; seu pai um infarto sofreu, o médico foi claro ou ele larga o cigarro e a bebida ou não terá outra chance, e com a graça de Deus, seu pai assim o fez, abandonou os vícios e teve a felicidade de viver por muito mais tempo. Este homem de que vos falo terminou seus estudos com louvor. Foi convidado a dar aula na faculdade em que estudou, mas os planos de Deus para ele não eram esse e com um não ele negou o convite. Casou com a mulher mais bonita da cidade a qual ele continua casado, já são mais de 30 anos de união. Como sempre fala casar não é casaco que você põe e tira quando quer. Após o término dos estudo e já casado conseguiu um emprego na parte de construção de uma usina hidrelétrica. Foi pra longe de seus pais tentar construir a vida, com a cara e coragem vários desafios enfrentou; preguiça de trabalhar nunca teve, acordava cedo, arregaçava as mangas e colocava a mão na massa. Ficava no serviço até a noite, quando em casa. Chegava via sua mulher conversava um pouco e já ia dormir, pois no outro dia cedo precisava acordar, trabalhava de segunda a segunda para o dinheiro juntar e o sonho de ter uma casa poder realizar. Seu filho recém-nascido mal podia curtir, o trabalho sempre o chamou mas jamais deixou de dar a atenção e amor. Além da barragem em uma escola também começou trabalhar, aulas e mais aulas começou a dar. As matérias a maior parte dos alunos não gosta nem de ouvir falar; porém com o dom que Deus lhe deu consegue com louvor ensinar, e foi com as aulas que conseguiu os seus filhos estudar. Já ia esquecendo de mencionar 3 filhos ele possui, já mudando para a nossa faxinal ele trabalhava nos três períodos para que pudesse um ensino lhes pagar, agora a escola pública já não possuía mais o mesmo ensino de antigamente e infelizmente uma escola particular precisou pagar; sempre disse que a única coisa que ninguém lhe rouba é o ensino, trabalhava no Colégio São Domingos e no Érico Veríssimo sem parar, mas com a sua humildade, sabedoria, economia e com sua esposa conseguiu pagar o estudo dos três. O dinheiro que juntou durante o serviço na usina sua casa conseguiu comprar, pagou parcelado por muito tempo mas agora pode falar que conquistou o que quis, traçou uma meta e percorreu o caminho para atingi-la. Esse homem abençoado diz sempre um ditado: muita gente vê as pinga que a gente toma, mas não vê os tombos que a gente leva. Ele é ministro da Eucaristia, serve a Deus sem nunca a ele questionar, sabe que um propósito ele tem para lhe dar. Parabéns por seu grande legado, não só dentro das salas de aula mas fora também. Não é somente um grande professor, mas alguém com um carisma inquestionável. A serenidade com que fala é invejável, a inteligência que possui impressiona, domina muitos assuntos que o destaca, sempre prestativo em tudo. Não há palavras certas para descrevê-lo, o maior dos elogios ainda é pouco para demonstrar tudo o que é. Obrigado por existir, obrigado por ser assim e tantos ensinamentos nos dar, por estar sempre conosco. Esse é o homem das físicas e químicas, ele é o professor; Jose Flávio Bernal Gomes.

                               OSVALDO PARDIM (Enfermeiro chefe do SAMU)

               

                       ALBANO HOEBEL JUNIOR (Fundador da Farmácia São José)

               

Filho de alemães. Esse ser humano extraordinário é um dos pioneiros de Faxinal, chegando na cidade na década de 60 com esposa e filhos, e hoje possui 10 netos e 04 bisnetos. O fato de ter se instalado na cidade e aberto seu estabelecimento ele é um presente para população até hoje, pois este homem exemplo das virtudes humanas. Trata–se de uma pessoa amorosa e caridosa que nunca pensou só em si. Durante toda sua vida serviu a população Faxinalense e região de muitas formas, sempre com um sorriso no rosto, simpatia, simplicidade para falar, humildade para ouvir, ele segue tratando a todos da mesma maneira, sem distinção, sempre atuou como Doutor de muitos que vem de longe procura-lo. Homem honrado: possui uma força moral incrível e jamais fez mal a ninguém, corajoso, focado, nunca viveu à sombra de outros, sempre buscou enfrentar a vida de frente e sem atalhos, tendo o trabalho como eixo e jamais fugiu de suas responsabilidades. Ele é FORTE e BOM! Sua obstinação invencível e ambição para mudar de vida cooperaram para que se tornasse um homem próspero. Em sua vida sempre esteve satisfeito, porém nunca conformado. Pai amoroso: se sacrificou em silêncio e com alegria pela família, ensinando com atitudes aos filhos através de seus excelentes exemplos, e exercendo autoridade e firmeza pois filhos clamam por orientação e limites. Esposo exemplar: muito apaixonado, romântico, atencioso, disposto e com o valor da fidelidade do compromisso bem construídos. Foi rotariano por muitos anos.Com ele é 8 ou 80. Atualmente possui saúde debilitada e está afastado de seu trabalho, mas ainda há pessoas que o procuram por seu atendimento.

                                                               AZARIAS JOAQUIM DA ROSA

               

Nascido em outubro de 1938 na cidade de Cambuci, Estado do Rio de Janeiro. Filho de um casal de lavradores, de um lar muito simples, porém cheio de fé. As dificuldades da vida modesta se apresentaram desde cedo, mas isto não fez apagar a paixão que sempre o acompanharia. Cresceu e, embora só tenha conseguido concluir o ensino médio depois de adulto e já com quatros filhos para criar, sempre foi à alegria dos vendedores de livros que batiam a sua porta, pois jamais deixou de adquirir todos os que podia para incentivar seus filhos a chegarem a um curso superior, o que conseguiu com êxito: dois médicos veterinários, uma advogada, uma nutricionista e uma gestora pública. São seus orgulhos. Outro orgulho e a sua cidade : FAXINAL. Começou sua vida nesta cidade amada com sua empresa, através dela acompanhou o sofrimento e dores dos Faxinalenses. Apaixonado por futebol e corintiano roxo, dedicou-se ao Esporte, o Esporte Club Faxinal, fundado em 1973, filiado a Liga Amadora Regional Desportiva de Apucarana sendo Presidente da Comissão Municipal de Esportes, recebendo as seguintes palavras de um diretor municipal do departamento de Educação e Cultura ...” ELE É TECNICO TREINADOR, UM MISTO DE PAI E TREINADOR DA MOÇADA .. QUANTOS LOUROS, TROFÉUS A EQUIPE DELE NÃO GANHOU? SE O TIME GANHA, ELE RI, SE PERDE ELE CHORA “ Depois veio a política, vereador sempre atuante, cidadão honorário de Faxinal. Sempre desejou ser lembrado em sua comunidade por atos que a beneficiassem e como a vida caminha de forma diversas do que planejamos, foi em um momento de dor que conheceu o Instituto do Câncer em Londrina. Mas a dor e a perda de seu único irmão biológico não fora o final de sua história com o Hospital, na verdade foi apenas um começo, doloroso sim, mas cheio de gratidão e reconhecimento pelo que recebeu. Do pedido de seu filho caçula para doar uma novilhas ao Leilão Beneficente do Hospital, já foram ao longo dos anos centenas de novilha e outros, arrecadados com responsabilidade e orgulho por esse Faxinalense de coração e alma.

                               ELY MARTINS DE OLIVEIRA (Popular Ely Cientista)

               

                                                                Nasceu em Rolândia no ano de 1950

Veio para Faxinal em 1989, eram em seis irmãos, sendo 3 homens e 3 mulheres e apenas 3 são vivos, e 13 sobrinhos. Estudou no Colégio Estadual de John Kent de Rolândia e no Colégio estadual de Cambé. É fascinado por 3 projetos: química, física e biologia. Tem como maior sonho a cura do câncer. Vive atualmente em uma chácara perto da cidade.Ele está trabalhando em um projeto potência centrípeta da queda livre. Realiza constantemente curtume voltado a tenoplastia, ele também é vinho cultor. É a salvação dos alunos nas feiras de ciências devido a sua capacidade e inteligência. Amigão do Colégio Erico Verissimo. Os faxinalenses o considera um verdadeiro cientista. Esse ser enigmático é: ELY MARTINS DE OLIVEIRA.

                                       ANTÔNIO EVANGELISTA GOMES (Seu Antônio Gomes)

                               

Nasceu no dia 16 de maio de 1932 na cidade de Siqueira Campos no Paraná. Lá viveu com seu pai sua mãe e seus 11 irmãos até o ano de 1945 é se mudaram para Joaquim Távora. Com 14 anos ele viajou para diversas cidades como Sorocaba, Ponta Grossa, Cornélio Procópio e retornou à Joaquim Távora, durante todo esse período ele trabalhava como alfaiate, e foi conhecido como o melhor alfaiate de Joaquim Távora na época. Quando completou 16 anos mudou-se para Cornélio Procópio onde trabalhou 5 anos na alfaiataria onde conheceu sua esposa e casou-se em 17 de dezembro de 1953. Depois que se casou foi morar em Joaquim Távora onde compraram uma loja que chamava Bazar das louças onde vendia de tudo. Após 6 meses de casado engravidou de seu primeiro filho. Após uma conversa com seu sogro depois de um ano em Joaquim Távora passando necessidade ele foi buscá-los para morar em uma fazenda perto do João Vieira, conhecida como fazenda Coraça. Seu primeiro filho nasceu no ano de 1955 onde retornaram para Joaquim Távora para o seu nascimento. Após retornarem para a fazenda ele aprendeu os ofícios da roça onde trabalhavam o dia todo e com o tempo foi melhorando a situação. Em 1957 e 1961 nasceram mais duas filhas onde retornaram para Joaquim Távora para o nascimento. Em 1962 mudaram-se para Faxinal e compraram o mercado onde virou o sustento da família. No ano de 1966 veio ao mundo sua última filha que nasceu no antigo hospital São Luiz da cidade de Faxinal. O mercado está até hoje na cidade e sua família é composta de 4 filhos, 8 netos mais os conjugues, 3 netos em memória e por fim 13 bisnetos. É uma pessoa humilde, feliz, se preocupa com todos ao seu redor, uma pessoa maravilhosa, amigo querido por todos.

                     José Mauricio de Menezes (Presidente da APAE)

               

Esse homem desde criança teve que aprender cedo a realidade da vida, perdeu uma pessoa muito importante em sua vida e desde muito pequeno começou a trabalhar e ter responsabilidades, nem por isso deixou de ser criança e sonhar. Sempre se preocupou com todos ao seu redor, principalmente com sua família, educado na fé cristã, sempre teve Deus presente em sua vida e principalmente no coração, foi coroinha, participou do grupo de jovens, conheceu muitos amigos, e já na adolescência um amigo que não era tão amigo assim lhe apresentou o álcool, que acabou levando para outros caminhos, mas com a ajuda da família e amigos conseguiu se encontrar com Deus e consigo mesmo. Voltou a trabalhar e participar da Igreja, aonde encontrou alguém com quem decidiu formar uma família, depois de algum tempo de casado teve uma recaída, e o álcool trouxe novamente sofrimento na sua vida, mas o homem que realmente tem Deus no seu coração tem forças para se levantar e começar de novo, e foi isso que esse grande homem fez, colocou primeiramente Deus em sua vida e seguiu para um novo caminho, e hoje, com a graça de Deus, faz 22 anos que esse homem não faz mais uso da bebida alcoólica em sua vida. Um homem honesto e de muita fé, ele é filho, irmão, tio, padrinho, genro, cunhado, marido e um grande pai, daqueles pais de verdade, que puxa orelha, abraça e literalmente carrega o filho no colo, mas que principalmente leva Deus para sua família, não somente por palavras, mas muito mais pelo seu exemplo, pelo seu testemunho, talvez essa seja a palavra para definirmos esse grande homem, TESTEMUNHO. A sua vida para todos que o conhecem é um grande testemunho, um homem humilde, honesto, trabalhador, um homem com muita garra e de muita fé em Deus. O grande testemunho de fé ele nos dá através do seu ministério na Igreja, serve a Deus como ministro da Santa Eucaristia, e não esconde a alegria de poder levar Jesus presente na Eucaristia aonde for preciso. Esse homem além de suas duas filhas e de seu filho, adotou mais 80 filhos do coração quando assumiu a presidência da APAE de nossa cidade, cargo esse que exerce com responsabilidade, dedicação, carinho e muito, mas muito amor.

                               MILTON GAUDÊNCIO AUERSVALD (Dr. Milton)

               

Como expressar em poucas palavras a vida de uma pessoa tão importante. Uma tarefa impossível, pois, haverei de cometer erros e talvez diversos lapsos e esquecimentos que podem comprometer uma linda homenagem como a que se faz neste dia. Este homem teve uma origem humilde assim como a grande maioria das pessoas que aqui estão presentes. Mas o destino reservou diversas surpresas na sua trajetória e as quais vou citar algumas. Nascido em 1935, numa fazenda remota da gelada Serra Catarinense, distante da civilização. Começou seus estudos com quase 10 anos de idade, com um professor alemão, que fora contratado para morar e ensinar as crianças desta fazenda. As crianças tomavam leite nas tetas de uma cabra, história esta que ficou marcada na minha memória, pois poucos tiveram esta experiência na sua infância. O tempo passou e o horizonte estava restrito as dimensões das cercas da fazenda onde vivia. Mas a sua tia, irmã da sua mãe, professora de formação, aconselhou o seu pai, a levar as crianças para uma cidade maior. E o destino se encarregou de leva-los de trem até a cidade de Curitiba, onde foram deixados, ainda muito pequenos, num internato. O internato Paranaense. Ali recebeu instrução e conhecimento e a oportunidade de aprofundar-se na fé católica. A sua mãe foi a responsável por plantar a semente da religião no coração de seus filhos, e os padres jesuítas do Internato, moldaram o caráter e espirito do meu pai, de uma forma muito sólida e permanente. Ele tinha uma vertente religiosa tão forte que os padres o levaram a Porto Alegre para seguir a carreira eclesiástica numa esperança de tê-lo como um futuro padre. Porém o destino assim não o quis, e viu neste homem um outro futuro que também seria abençoado por Deus, o de médico. Passou no concorrido vestibular de medicina da Universidade Federal do Paraná, e lá receberia seu diploma em 1961, mas sem antes o destino trazer-lhe uma surpresa que o acompanha até os dias de hoje. Foi encontrar no Rio Grande do Sul, uma das gaúchas mais bonitas e encantadoras que os pampas já conseguiram gerar. Também com uma história de vida muito parecida. O namoro destes jovens era através de cartas, que demoravam semanas a chegar, e muito poucos contatos, e foram se conhecer verdadeiramente após o casamento, em 1962, quando arrumaram suas malas e foram a um destino escolhido no mapa a dedo, chamado Faxinal. Cidade de praticamente uma só rua, empoeirada, e totalmente isolada por estradas rudimentares. Ali começou um teste mais duro que o destino havia reservado para eles, o da resistência, perseverança e superação. Quanta dor e sofrimento e alegrias passaram em suas vidas destes 2 jovens destemidos e determinados. Haveríamos de ficar aqui dias para relembrar todos os fatos e causos que hoje fazem parte da história dos verdadeiros desbravadores desta querida cidade que os acolheu e que aqui irão ficar até o destino escolher lhes outra missão. Pai perfeito, um homem completo, uma pessoa que iluminou o caminho dos seus filhos, com tanto amor esforço e dedicação. Sempre trazendo a espiritualidade e fé para dentro do seu lar. Seu exemplo de garra, determinação e amor pela profissão e família foram a fôrma que moldou seus filhos.

                                                              RAFAEL SONTAG KAPLUM

              

                        Dr. Ricardo Augusto de Oliveira Mendes (Delegado de Faxinal)

               

                                   Professor Vanderlei Castorino Faria

               

Morador de Faxinal desde 1962. É um homem sonhador e uma pessoa excelente. É casado e tem três filhos. É o pilar e o orgulho da família e sempre foi um pai presente. Um bom esposo, um bom filho e irmão. É um cara de fé, tem sua religião. Gosta muito de café, de tocar violão e pescar, além de ir para chácara, pra cabeça descansar. Faz amizade fácil e é muito sincero. É tranquilo, popular, honesto, generoso e otimista. Tem um coração de ouro, sempre ajudando quem precisa. Mais também tem seus defeitos, tranquilo e teimoso. Homem de muitas qualidades apreciadas. Desde de criança já sabia se expressar bem, quando se reunia com os mais velhos, animava a todos contando piadas. Sempre gostou de ler, e a sua leitura preferida era o Gibi do tio Patinhas. Com Dez anos já trabalhava na agricultura e ajudou sua mãe a cuidar da casa após o falecimento de seu pai. Iniciou sua carreira de professor com 18 anos e já fazem mais de 38 anos que está na função. Só com o EJA (Educação de jovens e adultos) leciona a 13 anos. Já foi professor de mais de mil alunos, nunca esquecido por seus alunos que o levam em seu coração. Não vê a hora de vir a aposentadoria pra encerrar esta missão.

                                                                              JORGE MOREIRA DOS SANTOS

                                             

Este homem nasceu em março de 1964 na cidade de Rio Bom –PR, de uma família muito simples, porém bem educado, menino guerreiro. Em 1979 mudou para Cianorte, tornando-se um rapaz sonhador, e sempre muito disposto a mostrar o seu trabalho, já em 1982 foi morar em Rio Branco do Ivaí, homem forte e de grande índole. Casou-se em 1987, cativando a todos com seu carisma e mostrando o seu grande coração. Mudou novamente em 1999 para a capital paranaense Curitiba, apesar de todos os empecilhos da vida nunca desanimou, sempre superando todas e qualquer dificuldades. Retornou para Rio Branco em 2001 em buscas de seus sonhos, guiando sempre a família e demostrando sua fé e gratidão Já em 2011 veio para Faxinal onde reside atualmente. Pai, marido, filho, irmão, amigo, companheiro e tantas outras denominações que podemos chama-lo, mas nenhuma palavra cabe exatamente para denomina-lo. Um amigo para se contar, um amigo para quando precisar, um amigo extraordinário, um amigo exemplar. Filho querido, amado, presente, um filho sempre disposto a ajudar e com quem sempre se pode contar. Irmão respeitado, amado, irmão além do sangue, um irmão que não tem medida, um irmão muito além da vida. Marido presente, fiel, ele sempre será amado, seja na terra ou no céu. Pai sempre presente, sempre disposto a ensinar, um pai que é muito amado, pai que está sempre disposto a orientar, um pai que é ídolo, um pai que é herói, um pai que sempre traz inspiração, um pai que sempre será guardado dentro do coração.

Fonte/Biografia Secretaria do Idoso

 

 

Fonte: /Fotos Lobão

 Outras Notícias