endereçoAv. Brasil, 694 - Centro Faxinal - Pr
telefone(43) 3461-8000
Acessibilidade acessibilidade

funcionalismo

Servidores estaduais protestam contra reajuste parcelado

Terça-feira, 07 de maio de 2013

Última Modificação: 05/11/2018 13:47:26


Ouvir matéria

Eles pedem que o reajuste salarial para a categoria seja de 12,6%, o mesmo aplicado no salário mínimo regional, e que o pagamento seja feito em parcela única

Servidores estaduais fazem na manhã desta terça-feira (7) uma manifestação em frente ao Palácio Iguaçu. Eles pedem que o reajuste salarial para a categoria seja de 12,6%, o mesmo aplicado no salário mínimo regional, e que o pagamento seja feito em parcela única. O governo estadual já acenou que concederá apenas a reposição inflacionária, de 6,4%, e que o valor adicional será pago em duas vezes.

A manifestação acontece a partir das 9 horas e, após o ato, uma comissão será recebida pelo governo estadual. A coordenadora do Fórum das Entidades Sindicais, Marlei Fernandes de Carvalho, diz que a falta de dinheiro em caixa não serve como justificativa para parcelar o pagamento do reajuste. “A receita orçamentária neste início de ano cresceu 12% a mais que no ano passado. Portanto, não há motivos para falar em falta de caixa”, sustenta.

O vice-governador e secretário de Educação Flávio Arns disse nesta segunda-feira (6) na Assembleia Legislativa que ainda não uma definição sobre o reajuste para o funcionalismo. “Queremos achar um caminho possível para que o pagamento seja feito em apenas uma parcela”, adiantou.

O líder do governo na Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB), alerta para as restrições impostas pelo Tribunal de Contas nos gastos com pessoal. “É preciso se adequar ao momento para não infringir as normas estabelecidas pelo TC”.

Fonte: gazeta

 Veja Também