Av. Brasil, 694 - Centro Faxinal - Pr

prefeitura@faxinal.pr.gov.br

(43) 3461-8000

×

Pleito

Obama é reeleito presidente dos Estados Unidos

Quarta-feira, 07 de novembro de 2012

Última Modificação: 05/11/2018 14:15:50


Ouvir matéria

Projeções do resultado das eleições presidenciais mostram o democrata Barack Obama com 303 delegados no Colégio Eleitoral e atribuem 206 votos ao republicano Mitt Romney O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, foi reeleito para um segundo mandato na Casa Branca na terça-feira com uma clara vitória sobre o rival republicano Mitt Romney, superando as dúvidas profundas sobre a gestão da economia dos EUA. Os norte-americanos escolheram permanecer com um governo dividido em Washington, mantendo o democrata na Casa Branca e deixando o Congresso como estava, com os democratas controlando o Senado e os republicanos na liderança da Câmara dos Deputados. Segundo as projeções das principais emissoras de tevê americanas, entre elas a CNN, a Fox News e a NBC, Barack Obama conta com 303 delegados no Colégio Eleitoral - oriundos de 25 estados e do Distrito de Colúmbia -, e atribuem 206 votos ao republicano Mitt Romney, correspondentes a 24 territórios. Entre os estados conquistados por Obama estão os disputados Ohio, Iowa, Pensilvânia, Michigan e New Hampshire, enquanto Romney venceu na Carolina do Norte, Indiana e Texas, entre outros, segundo as projeções das cadeias de televisão americanas. Como a Virgínia pende a favor de Obama e o Alasca prefere Romney, ficam pendentes os 29 votos no Colégio Eleitoral referentes à Flórida, onde prossegue uma acirrada apuração. Desde 1960, nenhum presidente chegou à Casa Branca sem vencer em Ohio, que tem 18 votos no Colégio Eleitoral. No voto popular, o resultado permaneceu extremamente apertado nacionalmente, com 50% para Obama e 49% para Romney, após uma campanha na qual os candidatos e seus aliados gastaram 2 bilhões de dólares combinados. 20º presidente americano reeleito Com a vitória, Obama, repete o feito de seus dois antecessores diretos, George W. Bush (2001-2009) e Bill Clinton (1993-2001), e se torna o 20º presidente americano a conseguir a reeleição. No Twitter, o presidente anunciou sua vitória na tentativa de reeleição, publicando a mensagem "mais quatro anos", e agradeceu a seus eleitores. "Estamos todos juntos. É por isso que fizemos campanha, isso é o que somos. Obrigado", afirmou o governante em mensagem na qual assina com suas iniciais, BO. A mensagem do democrata Obama foi retuitada 90 mil vezes em poucos minutos. Em seguida, o presidente postou uma foto na qual é visto abraçando sua esposa, Michelle, e que os usuários da rede social reenviaram 242 mil vezes. Em Chicago, onde está o quartel-general da campanha democrata e onde Obama fará nesta quarta um discurso no centro de convenções McCormick Place, houve grande euforia após o anúncio da vitória do presidente. Em 2008, quando ganhou o pleito que o transformou no primeiro presidente negro da história dos EUA, Obama recebeu 365 votos no Colégio Eleitoral, contra 173 de seu então concorrente, o republicano John McCain. Os mesmos problemas Obama, o primeiro presidente negro do país, convenceu os eleitores a permanecer com ele enquanto tenta reativar o forte crescimento econômico e recuperar o país da pior crise econômica desde a Grande Depressão dos anos 1930. A economia tem mostrado alguns sinais de força, mas a taxa de 7,9 por cento de desemprego ainda continua alta. Pelo menos 120 milhões de pessoas eram esperadas para decidir entre o democrata e Romney após uma longa, cara e amarga campanha presidencial centrada em como reparar a economia em crise dos Estados Unidos. Os mesmos problemas que perseguiram Obama em seu primeiro mandato ainda estão lá para confrontá-lo novamente. Ele enfrenta a difícil tarefa de enfrentar um déficit anual de 1 trilhão de dólares, reduzir a dívida nacional de 16 trilhões de dólares, reformar os caros programas sociais e lidar com um Congresso dividido. A reeleição de Obama também deverá decidir os rumos dos Estados Unidos nos próximos quatro anos em questões como gastos públicos, saúde, o papel do Estado e os desafios da política externa, como a ascensão da China e as ambições nucleares do Irã. Cada candidato ofereceu políticas diferentes para curar o que aflige a economia norte-americana, com Obama prometendo aumentar os impostos para os ricos, enquanto Romney propunha uma desoneração tributária generalizada, como forma de estimular a retomada do crescimento econômico.

Fonte: gazeta

 Veja Também